Introdução

Um painel interativo é uma ferramenta informativa de relatórios de negócios projetada para apresentar informações complexas em um formato interativo e bem organizado. Ele permite a exploração interativa dos dados, a manipulação das visualizações e o detalhamento dos dados para obter insights valiosos. O objetivo final de um painel interativo é fornecer informações úteis de maneira concisa e acionável.

Criar um painel interativo no Excel pode ser benéfico de várias maneiras. Ele pode ajudar uma empresa a obter insights significativos de seus dados, visualizar as principais métricas e tendências, identificar áreas de melhoria, tomar decisões bem informadas com mais rapidez e obter feedback mais informado das partes interessadas.


Etapa 1: Familiarizando-se com o Excel

Criar um painel interativo no Excel requer que você se sinta confortável com suas diversas funções. Para aproveitá-la ao máximo, é importante ter um conhecimento sólido da ferramenta e de seus recursos. Aqui estão algumas maneiras de se familiarizar com o Excel ― para que você possa começar a projetar seu painel.

Aprendendo as funções básicas

Ao começar a usar o Excel, a melhor maneira de se familiarizar com seus recursos é entender as diferentes funções que ele oferece. Isso pode incluir operações matemáticas básicas para recursos de análise de dados mais avançados. Você pode usar o recurso de ajuda do programa para saber mais sobre cada uma das funções disponíveis.

Tornando-se confortável com a interface do Excel

Uma vez familiarizado com as várias funções disponíveis no Excel, é importante se familiarizar com a interface. Para fazer isso, pratique a navegação pelos menus para encontrar os recursos necessários. E tente se familiarizar com os atalhos de teclado e como usar o menu da faixa de opções. Isso ajudará a acelerar seu fluxo de trabalho ao criar seu painel interativo.


Etapa 2: Inserindo Dados no Documento

A criação de um painel interativo no Excel é um processo que começa inserindo os dados necessários no documento. Esta etapa pode ser dividida em dois componentes: estabelecimento de colunas e linhas e importação de dados.

Estabelecendo colunas e linhas

A estrutura dos dados em um documento do Excel é determinada pelo número e disposição das colunas e linhas. Antes de começar a inserir dados, você deve estabelecer a coluna e as linhas que usará. Para calcular a quantidade aproximada de colunas e linhas necessárias, você deve considerar o seguinte: que tipo de dados planeja inserir e o tamanho do seu conjunto de dados. Depois de estabelecer a quantidade de colunas e linhas necessárias, você pode começar a inserir os dados.

Importando seus dados

Uma vez criadas as colunas e linhas, você pode começar a importar seus dados para o documento. Há algumas maneiras de fazer isto; você pode digitar os dados manualmente, copiar e colar de outro documento ou usar um programa de terceiros ou fonte externa para importar os dados. Se você estiver usando um programa de terceiros ou fonte externa, certifique-se de que o formato dos dados importados corresponda ao formato das colunas e linhas em seu documento do Excel, pois isso garantirá que os dados sejam importados corretamente.


Etapa 3: Formatando as Células

Depois que os dados estiverem organizados no formato de tabela desejado, é hora de formatar as células. Isso envolve a inserção de fórmulas e o uso de ferramentas do assistente de gráfico para criar um gráfico. Com as fórmulas corretas, você pode realizar operações matemáticas nos dados, comparar valores entre várias células e criar representações visuais dos dados por meio de tabelas e gráficos. Para fazer isso:

Inserção de fórmulas

As fórmulas são usadas para realizar operações matemáticas nos dados e podem ser inseridas no Microsoft Excel digitando um sinal de igual seguido da operação necessária na célula.Por exemplo, para somar dois números em duas células separadas (célula A1 e célula A2), use a seguinte fórmula na célula A3:

  • =A1+ A2

Depois de inserir a fórmula na célula e salvar o arquivo, o resultado da operação será exibido na célula. Você pode usar diferentes tipos de operações para manipular dados e inserir fórmulas em várias células para tornar o painel interativo.

Trabalhando com as ferramentas do assistente de gráfico para criar um gráfico

Depois de inserir as fórmulas, você pode usar as ferramentas do assistente de gráfico para criar um gráfico para o painel. As ferramentas do assistente de gráfico são usadas para criar representações visuais dos dados na forma de tabela ou gráfico. Para fazer isso, selecione os dados que deseja traçar e, em seguida, vá para 'inserir > gráfico'. Isso abrirá uma nova janela com vários tipos e modelos de gráficos. Selecione o tipo de gráfico e o modelo apropriados que deseja usar e clique em 'OK' para criar o gráfico. Seu gráfico agora aparecerá no painel e mostrará interativamente os efeitos dos dados manipulados.

Depois de inserir as fórmulas e criar o gráfico, você pode começar a formatar o painel de acordo com suas necessidades. Existem várias opções de formatação disponíveis no Microsoft Excel, como formatação da fonte, tamanho da fonte, alinhamento do texto, cor de fundo etc. Você também pode aplicar bordas, sombreamento e diferentes efeitos às células para tornar o painel mais personalizado.


Etapa 4: Adicionando e Removendo Elementos

Agora é hora de adicionar elementos adicionais ao painel para que você possa interagir com os dados. Mas quais componentes você deve adicionar? Isso depende das informações que você está tentando transmitir e do resultado desejado pelo usuário final. Como regra geral, você deve se concentrar em adicionar elementos interativos, como filtros e caixas suspensas, para que os usuários possam manipular os dados com facilidade.

Criando filtros e caixas suspensas

O elemento interativo mais comum para adicionar a um painel do Excel é um filtro. Os filtros podem ser usados ​​para permitir que os usuários visualizem determinados subconjuntos dos dados ou selecionem um determinado intervalo de valores. Ao adicionar um filtro, você pode reduzir drasticamente a quantidade de dados que um usuário precisa filtrar para encontrar os insights mais relevantes. Para adicionar um filtro, basta selecionar os dados e clicar na guia ‘Dados’. A partir daí, você pode selecionar a opção 'Filtro'.

Você também pode adicionar caixas suspensas a um painel. Eles são úteis quando você deseja permitir que um usuário selecione uma opção de uma lista. Para adicionar uma caixa suspensa, selecione a célula onde deseja que ela seja exibida e clique na guia 'Dados'. A partir daí, você pode selecionar a opção 'Validação de dados' e selecionar a lista de opções que deseja exibir na caixa.

Inserção de caixas de texto, imagens e outros elementos de design

Além dos filtros e menus suspensos, você também tem a opção de adicionar outros elementos de design ao seu painel. Caixas de texto e imagens podem ser usadas para adicionar mais contexto aos dados e facilitar a compreensão do usuário. Para adicionar uma caixa de texto, basta clicar na guia ‘Inserir’ e selecionar a opção ‘Caixa de texto’. Para adicionar uma imagem, selecione a guia 'Inserir' e selecione a opção 'Imagem'.

Você também pode adicionar tabelas coloridas, gráficos e outros elementos visuais. Selecione a guia 'Inserir' e selecione a opção 'Gráfico' para criar um gráfico que pode ser usado para visualizar os dados. Você também pode selecionar a opção 'Formas' para adicionar círculos, linhas e outras formas ao painel.


Etapa 5: finalizando seu painel

Depois de adicionar todos os seus dados, gráficos e visualizações ao painel do Excel, é hora de formatar o painel para que pareça consistente e atraente. Isso envolve ajustar as fontes, cores das células e outros elementos visuais. Você também pode incluir cabeçalhos e rodapés para que seu painel pareça mais profissional.

Formatando o painel para torná-lo consistente

Para formatar seu painel do Excel, comece usando estilos de fonte, tamanhos e esquemas de cores consistentes. Selecione fontes fáceis de ler, como Arial ou Calibri. Você também pode usar cores para chamar a atenção para elementos específicos do seu painel e destacá-los.

Salvando seu painel em um formato selecionado

Depois de formatar seu painel, você precisa salvá-lo em um formato de arquivo adequado para que possa ser compartilhado ou acessado facilmente. O Excel suporta vários formatos de arquivo, incluindo .xlsx, .xlsm, .xltx e .xltm. Você também pode salvar seu painel como .pdf, .csv, .tsv e outros formatos estáticos.


Conclusão

Um painel interativo no Excel pode ser uma maneira poderosa, flexível e fácil de usar para ajudar a visualizar dados e tomar decisões críticas em uma organização. Ter um painel interativo bem elaborado pode ajudar os profissionais a obter informações sobre seus dados de maneira significativa e útil. Ele pode fornecer aos usuários acesso fácil a análises que ajudam a entender melhor seus dados, descobrir tendências e entender os muitos números associados a uma organização.

Criar um painel interativo no Excel pode ser bastante simples, mas há um processo específico envolvido para garantir que ele seja desenvolvido corretamente e atenda aos objetivos da organização. Esse processo pode ser dividido nas seguintes etapas:

  • Identifique as métricas de destino
  • Reúna os dados e armazene-os em um repositório
  • Configurar o layout do painel
  • Projete os gráficos e tabelas conectados
  • Adicione fórmulas para exibir o desempenho real em relação às metas
  • Crie os filtros necessários
  • Incluir parâmetros para controle do usuário
  • Publicar o painel

Usar o Excel para criar um painel interativo, com o design adequado, pode ser uma ótima maneira de aumentar a confiança do usuário e a compreensão dos dados por trás de uma organização e capacitar os líderes a tomar decisões baseadas em dados.

Expert-built dashboard templates

100+ Dashboard templates

.