Introdução

Os painéis do Excel são interfaces gráficas do usuário que combinam recursos visuais com dados de maneira interativa e organizada para ajudar os usuários a tomar decisões mais informadas. Esses painéis podem ajudar a fornecer uma maneira eficaz de visualizar dados complexos que podem ser difíceis de entender e comunicar. Por meio do uso de visualizações perspicazes, os painéis do Excel podem oferecer às organizações e aos indivíduos uma oportunidade de entender melhor seus dados e transformá-los em insights valiosos e acionáveis.

Visão geral dos painéis do Excel

Os painéis do Excel podem ser simples ou complexos, dependendo das necessidades específicas da organização ou indivíduo. Os painéis do Excel podem conter uma variedade de elementos, como gráficos, gráficos, tabelas e muito mais. Esses diferentes tipos de visuais e fontes de dados podem ser organizados e exibidos em um painel do Excel de acordo com as necessidades específicas do usuário. Os painéis do Excel podem ser úteis para rastrear vários tipos de dados, como vendas, desempenho, orçamento e muito mais.

Benefícios das visualizações

Os painéis do Excel podem ser uma maneira eficaz de fornecer informações significativas sobre grandes quantidades de dados. Por meio do uso de recursos visuais, os dados podem ser exibidos de maneira organizada e podem ser mais fáceis de entender. Os recursos visuais também permitem que os usuários identifiquem rapidamente padrões, tendências e percepções que, de outra forma, seriam difíceis de ver. Os painéis do Excel também podem fornecer oportunidades para contar uma história com os dados, facilitando a comunicação e o compartilhamento de insights com outras pessoas.


Coleta e organização de seus dados

Para criar visualizações precisas, é essencial que seus dados sejam coletados, limpos e armazenados em uma pasta de trabalho do Excel corretamente. Ao coletar dados, é importante considerar as fontes que você está usando.

Fontes de dados

Os dados podem vir de várias fontes, dependendo do tipo de projeto em que você está trabalhando e das perguntas que está tentando responder. As fontes de dados podem incluir registros da empresa, pesquisas com clientes, pesquisas de mercado e conjuntos de dados externos. Considere o tipo de dados que você precisa coletar e as fontes que podem fornecê-los a você.

Limpeza e normalização de dados

Depois de coletar seus dados, é importante limpá-los e normalizá-los. Isso garantirá que todos os pontos de dados sejam consistentes e formatados corretamente. A limpeza e normalização de dados inclui a verificação de erros, remoção de entradas duplicadas, transformação e formatação de dados de forma a facilitar a análise.

Armazenando dados em uma pasta de trabalho do Excel

Depois que seus dados estiverem limpos e normalizados, é hora de armazená-los em uma pasta de trabalho do Excel. O Excel permite que você organize os dados em tabelas separadas, o que facilita o trabalho com os dados. Além disso, o Excel fornece ferramentas poderosas que permitem analisar os dados e criar visualizações.


Criando seu painel

As visualizações de dados oferecem às pessoas uma maneira imediata de interpretar os dados de maneira rápida e eficaz. Com apenas alguns cliques do mouse, os usuários podem criar visualizações impressionantes e perspicazes em um painel do Excel. Aqui estão as etapas que você precisa seguir para começar.

Selecionando a ferramenta ideal

Antes de iniciar seu painel, é importante primeiro determinar qual ferramenta você usará para criar a visualização de dados. O programa Excel contém vários recursos úteis para facilitar a seleção da ferramenta certa para o trabalho. Procure recursos no programa que tenham recursos de visualização integrados e também permitam atualizações dinâmicas de seus recursos visuais, se necessário.

Conectando-se a fontes de dados

Agora que você selecionou a ferramenta certa, você precisa conectar suas fontes de dados com o painel do Excel. Existem algumas maneiras diferentes de fazer isso, dependendo do tipo de fonte de dados.Por exemplo, se a fonte de dados for uma planilha online, você pode conectá-la diretamente por meio de uma chamada de API ou por meio de uma ferramenta de transformação de dados. Se a fonte de dados estiver em um banco de dados local, você pode conectá-la por meio de uma consulta SQL ou conexão ODBC.

Organização e elaboração do design do painel

Depois que os dados estiverem conectados ao painel do Excel, é hora de começar a criar a visualização. Aqui, você precisará pensar nas informações que deseja exibir, no tipo de visualização que melhor transmitirá os dados e no tamanho e disposição dos recursos visuais. Para ajudar a fazer as melhores escolhas de design, considere o seguinte:

  • Entenda os dados - Examine o que os dados estão dizendo, identifique tendências e identifique valores discrepantes.
  • Organize os dados - Selecione os campos de dados apropriados para mostrar em cada visualização e a ordem em que devem ser apresentados.
  • Escolha o visual certo – Selecione o tipo certo de gráfico que captura os elementos essenciais de seus dados.
  • Iterar e ajustar - Conforme necessário, faça alterações nos campos de dados, tipo de gráfico ou outros aspectos do visual para capturar a mensagem mais eficaz.


Tipos de visualizações

Há uma variedade de diferentes ferramentas de visualização disponíveis para ajudá-lo a transformar dados em visualizações perspicazes em um painel do Excel. Cada tipo de visualização tem seus próprios pontos fortes e fracos, e saber qual usar em diferentes situações pode ajudar a melhorar a apresentação de seus dados. Aqui, abordaremos alguns dos tipos de visualização mais usados: linhas básicas e gráficos de barras, mapas de calor do Tableau e gráficos de dispersão do Power BI.

Gráficos básicos de linhas e barras

Gráficos básicos de linhas e barras são algumas das visualizações mais usadas. Eles são simples, fáceis de entender e podem fornecer uma boa visão geral dos dados. Os gráficos de linhas são comumente usados ​​para mostrar tendências ao longo do tempo, enquanto os gráficos de barras são usados ​​para comparar diferentes itens. Ambos os tipos de gráficos são bastante simples, por isso são ótimos para iniciantes.

Mapas de Calor do Tableau

Os heatmaps do Tableau são uma ótima maneira de comparar valores em diferentes categorias. Eles usam cores para mostrar as relações entre variáveis ​​ou itens em um determinado conjunto de dados. Os mapas de calor permitem identificar rapidamente padrões e outliers, tornando-os incrivelmente úteis para análise de dados. No entanto, eles podem ser um pouco mais complexos do que os gráficos básicos de linhas e barras, portanto, exigem um pouco mais de compreensão antes de serem usados ​​com eficiência.

Gráficos de dispersão do Power BI

Os gráficos de dispersão do Power BI são usados ​​para visualizar a relação entre duas ou mais variáveis. Eles são úteis para encontrar correlações e padrões entre diferentes conjuntos de dados. Os gráficos de dispersão podem revelar tendências e outliers, além de fornecer informações sobre a estrutura subjacente de um conjunto de dados. Os gráficos de dispersão também podem ser usados ​​para modelar dados para determinar a influência de uma variável sobre outra.


5. Integrando seu painel

Seu painel é sua janela para o desempenho de seus negócios e suas métricas, mas você pode querer acessar o painel sob demanda ou fora de seu escritório. Felizmente, existem várias maneiras excelentes de simplificar os dados do seu painel e disponibilizar seus insights para recuperação rápida.

a. Scripts de aplicativos

O Google Apps Script é uma linguagem de script fácil de usar, desenvolvida pelo Google, usada para automatizar tarefas no G Suite. Ele permite que os usuários acessem seus dados de qualquer dispositivo com conexão à Internet. Você pode usar o Apps Script para automatizar tarefas como recuperar dados de sua planilha, atualizar os dados e gerar visualizações interativas para seu painel.

b. Microsoft IoT Edge

Se você deseja levar seu painel para o próximo nível, pode utilizar a plataforma IoT Edge da Microsoft.Essa plataforma permite executar uma variedade de funções e tarefas na borda de seus dados, em vez de exigir uma infraestrutura centralizada baseada em nuvem. Essa pode ser uma ótima maneira de otimizar os dados que você está disponibilizando em seu painel, como você não precisa enviá-lo para a nuvem.

O IoT Edge também permite que você aplique modelos de aprendizado de máquina aos seus dados e gere visualizações altamente interativas. Isso facilita a identificação de padrões em seus dados e a obtenção de insights valiosos.


Otimizando o desempenho

Para garantir o desempenho ideal do seu painel, existem algumas etapas que você pode seguir para maximizar o desempenho do seu painel. Ao tomar essas medidas, você pode garantir que os visuais do seu painel sejam responsivos, precisos e úteis.

Atualizando fontes de dados

Atualizar periodicamente suas fontes de dados é essencial para garantir a precisão dos visuais do seu painel. As fontes de dados geralmente precisam ser atualizadas para ficarem atualizadas e, se essa etapa for negligenciada, os visuais do painel não refletirão as informações atuais e podem se tornar não confiáveis. A atualização das fontes de dados é especialmente importante quando os dados vêm de uma fonte externa, como uma API.

Depurando problemas de desempenho

Às vezes, os visuais do seu painel podem ficar lentos ou sem resposta por vários motivos. Se for esse o caso, é possível diagnosticar e corrigir problemas relacionados ao desempenho do painel. As causas comuns de problemas de desempenho do painel incluem:

  • Tabelas de dados e gráficos com muitos campos ou muita complexidade
  • Fontes de dados muito grandes ou com muita informação
  • Formatação incorreta dos dados subjacentes

O processo de depuração de problemas de desempenho em seu painel varia muito de acordo com a causa raiz do problema. No entanto, geralmente começa verificando o tamanho e a complexidade de seus dados subjacentes para garantir que você não esteja tentando exibir muitos dados em seus visuais. Após esta etapa, uma investigação mais aprofundada pode ser necessária para identificar e resolver o problema subjacente.


Conclusão

Os painéis do Excel são uma ótima maneira de transformar dados rapidamente em insights acionáveis. Eles permitem que os usuários interajam facilmente com os dados, identifiquem tendências e relacionamentos e compartilhem suas descobertas com as partes interessadas. Ao seguir o processo de quatro etapas descrito neste artigo, os usuários podem criar rapidamente visualizações poderosas e perspicazes em seus painéis do Excel.

Recapitulação dos benefícios

Os painéis do Excel oferecem muitas vantagens, incluindo:

  • A capacidade de acessar facilmente os dados
  • A flexibilidade para criar rapidamente visuais acionáveis
  • A capacidade de identificar tendências e relacionamentos
  • A oportunidade de compartilhar ideias com outras pessoas

Dicas para futuras visualizações do Excel

Aqui estão algumas dicas para facilitar o trabalho com visualizações do Excel:

  • Certifique-se de formatar os dados corretamente para facilitar a leitura
  • Aproveite as opções de filtragem e classificação para identificar rapidamente as informações relevantes
  • Use a formatação condicional para identificar tendências rapidamente
  • Crie gráficos personalizados para facilitar a comparação de dados
  • Aproveite os atalhos de formatação para aplicar traços, preenchimentos e muito mais rapidamente

Com os dados corretos e as técnicas de visualização, os painéis do Excel podem oferecer uma ótima maneira de transformar dados rapidamente em insights poderosos. Aproveitar os pontos fortes dos painéis do Excel pode levar a uma melhor tomada de decisões e formulação de estratégias.

Expert-built dashboard templates

100+ Dashboard templates

.