Tutorial do Excel: como girar no Excel

Introdução


Você já se sentiu impressionado com a quantidade de dados em sua planilha do Excel? Se for assim, giratório Pode ser a solução que você estava procurando. O giratório no Excel permite que você reorganize e resuma seus dados, facilitando a análise e o entendimento. Neste tutorial, vamos nos aprofundar no Importância de saber como girar no Excel e forneça orientações passo a passo sobre como fazê-lo de maneira eficaz.


Takeaways -chave


  • O giratório no Excel permite reorganizar e resumir dados, facilitando a análise e o entendimento.
  • A compreensão das tabelas dinâmicas é crucial para resumir e analisar efetivamente os dados no Excel.
  • A criação de uma tabela pivô envolve a seleção de dados, a inserção da tabela e a escolha de linhas, colunas e valores.
  • A manipulação dos dados da tabela de pivô inclui adicionar/remover campos, classificar/filtrar dados e calcular campos dentro da tabela.
  • A funcionalidade avançada da tabela pivô inclui agrupamento de dados, criação de campos/itens calculados e usando gráficos de pivô para representação visual.


Entendendo as tabelas de articulação


As tabelas de pivô do Excel são uma ferramenta poderosa para resumir e analisar dados em uma planilha. Eles permitem que os usuários reorganizem e resumissem colunas e linhas de dados selecionadas de uma maneira mais significativa, ajudando a entender e a derivar informações de grandes conjuntos de dados.

A. Definição de tabelas de articulação

As tabelas pivô no Excel são tabelas interativas que permitem que os usuários agrupem e resumissem dados de maneira flexível e personalizável. Eles permitem que os usuários criem várias visualizações dos dados sem modificar o conjunto de dados original. Com tabelas de articulação, os usuários podem reorganizar, filtrar e classificar dados para extrair insights significativos.

B. Como as tabelas dinâmicas podem ser usadas para resumir e analisar dados

As tabelas pivô podem ser usadas para resumir e analisar dados executando funções como soma, contagem, média, min, max e muito mais no conjunto de dados. Eles também podem ser usados ​​para agrupar dados por categorias, filtrar informações desnecessárias e visualizar dados na forma de gráficos e gráficos para uma melhor análise.

C. Benefícios do uso de tabelas dinâmicas
  • As tabelas de pivô oferecem uma maneira rápida e fácil de analisar e resumir grandes conjuntos de dados.
  • Eles fornecem flexibilidade para reorganizar e manipular dados para diferentes perspectivas e insights.
  • As tabelas de pivô ajudam a identificar tendências, padrões e outliers dentro dos dados.
  • Eles permitem atualizações dinâmicas quando o conjunto de dados original muda, economizando tempo e esforço nos ajustes manuais.
  • As tabelas pivô podem ser usadas para criar relatórios interativos e painéis dinâmicos para visualização eficaz de dados.


Etapas para criar uma tabela de articulação


Criar uma tabela de pivô no Excel pode ajudá -lo a analisar e resumir grandes quantidades de dados de maneira rápida e fácil. Siga estas etapas para criar uma tabela dinâmica:

A. Abrir se destacar e selecionar os dados

Primeiro, abra o Excel e selecione os dados que você deseja usar para a tabela Pivot. Verifique se os dados estão organizados em um formato tabular com cabeçalhos claros para cada coluna.

B. Inserindo uma tabela de articulação

Para inserir uma tabela dinâmica, vá para a guia "Inserir" na fita do Excel e clique no botão "dinâmico". Uma caixa de diálogo aparecerá, permitindo que você escolha o intervalo de dados para a tabela Pivot.

C. Escolhendo as linhas, colunas e valores para a tabela de articulação

Depois de inserir a tabela pivô, você precisará escolher quais campos usar para as linhas, colunas e valores da tabela pivô. Isso pode ser feito arrastando e soltando os nomes de campo do painel "Lista de campo dinâmicos" para as áreas apropriadas na tabela dinâmica.

  • Rótulos de linha: Estes são os campos que serão exibidos como linhas na tabela dinâmica. Por exemplo, se você estiver analisando dados de vendas, poderá usar o campo "Produto" como um rótulo de linha.
  • Etiquetas de coluna: Estes são os campos que serão exibidos como colunas na tabela Pivot. Por exemplo, você pode usar o campo "Região" como um rótulo de coluna para ver os dados de vendas divididos por região.
  • Valores: Estes são os campos que serão usados ​​para calcular estatísticas resumidas na tabela Pivot. Por exemplo, você pode usar o campo "Vendas de vendas" como um valor para calcular as vendas totais para cada combinação de produto e região.

Seguindo estas etapas, você pode criar uma tabela pivô no Excel para analisar e resumir rapidamente seus dados.


Manipulando dados da tabela de articulação


Ao trabalhar com tabelas dinâmicas no Excel, é importante saber como manipular os dados para obter as idéias necessárias. Isso inclui adicionar e remover campos, classificar e filtrar dados e calcular campos dentro da tabela pivô. Vamos mergulhar em cada um desses aspectos em detalhes.

A. Adicionando e removendo campos

  • Adicionando campos


    Quando você cria uma tabela dinâmica, convém adicionar ou remover campos para personalizar a tabela para suas necessidades específicas. Para adicionar um campo, basta arrastar e soltar o campo desejado do painel da lista de campo no lado direito da tela em uma das quatro áreas na parte inferior do painel dinâmico dos campos: filtros, colunas, linhas ou valores.

  • Remoção de campos


    Se você deseja remover um campo da tabela Pivot, basta arrastá -lo para fora do painel dinâmico dos campos ou desmarcar a caixa ao lado do nome do campo no painel da lista de campo.


B. Dados de classificação e filtragem

  • Classificação de dados


    Para classificar os dados dentro de uma tabela dinâmica, clique na seta suspensa ao lado do campo que deseja classificar e selecione "Classificar A a Z" ou "Classificar z para um" no menu que aparece. Você também pode usar opções de classificação personalizadas para personalizar ainda mais o pedido de classificação.

  • Dados de filtragem


    Para filtrar os dados dentro de uma tabela dinâmica, clique na seta suspensa ao lado do campo que você deseja filtrar e selecione os itens específicos que deseja incluir ou excluir da tabela. Você também pode aplicar opções de filtragem adicionais para refinar ainda mais os dados exibidos.


C. Campos de cálculo dentro da tabela de articulação

  • Adicionando campos calculados


    Se você precisar executar cálculos personalizados dentro da tabela Pivot, poderá adicionar um campo calculado. Para fazer isso, vá para a guia Analisar, clique em "Campos, itens e conjuntos" e selecione "Campo calculado". A partir daí, você pode criar uma nova fórmula com base nos campos existentes na tabela Pivot.

  • Modificando campos calculados


    Se você precisar modificar um campo calculado existente, poderá fazê -lo voltando ao menu "Campo calculado" e editando a fórmula conforme necessário. Isso permite que você faça ajustes nos cálculos sem precisar recriar todo o campo.



Usando os fatores de fatia com tabelas de articulação


Nesta seção, discutiremos como usar os slicers com tabelas de articulação para uma análise eficaz de dados no Excel.

A. Definição de Slicers

Os slicers são uma ferramenta fácil de usar no Excel que permite filtrar e interagir com tabelas e gráficos dinâmicos. Eles fornecem uma maneira visual de filtrar dados e facilitar a análise de grandes conjuntos de dados.

B. Como adicionar e usar os fatores de fatia com tabelas de articulação
  • Adicionando Slicers: Para adicionar um slicer a uma tabela dinâmica, basta clicar na tabela dinâmica e ir para a guia "Inserir" e selecione "Slicer". Escolha os campos que deseja usar para filtrar e clique em "OK".
  • Usando os fatores de fatia: Depois que os slicers forem adicionados, você pode simplesmente clicar nos botões Slicer para filtrar os dados na tabela Pivot. Você também pode personalizar a aparência e o comportamento dos fatores para atender às suas necessidades.

C. Benefícios do uso de slicers para análise de dados
  • Filtragem visual: Os slicers fornecem uma maneira visual de filtrar dados, facilitando a compreensão e interage dos usuários com os dados.
  • Análise interativa: Os fatores de fatia permitem que os usuários analisem interativamente os dados filtrando tabelas e gráficos com um clique simples.
  • Fácil de usar: Os fatores de fatia são intuitivos e fáceis de usar, tornando -os uma ferramenta valiosa para análise de dados no Excel.


Funcionalidade avançada da tabela de pivô


Quando se trata de dominar o Excel, entender a funcionalidade avançada da tabela pivô pode ser um divisor de águas. Neste capítulo, examinaremos como levar suas habilidades de tabela pivô para o próximo nível, agrupando dados, criando campos e itens calculados e usando gráficos de pivô para representação visual de dados.

A. agrupamento de dados dentro de uma tabela dinâmica
  • Agrupamento por data ou hora


    Uma das maneiras mais comuns de agrupar os dados de uma tabela pivô é por data ou hora. Isso pode ser útil para analisar tendências ao longo do tempo, como números mensais de vendas ou despesas trimestrais.

  • Agrupamento por intervalos numéricos


    Você também pode agrupar dados numéricos em uma tabela de pivô para criar intervalos personalizados, como agrupar números de vendas em diferentes colchetes de receita.


B. Criando campos e itens calculados
  • Adicionando novos campos calculados


    Os campos calculados permitem que você execute cálculos na tabela pivô, como calcular as margens de lucro ou o valor médio da ordem.

  • Criando itens calculados


    Semelhante aos campos calculados, os itens calculados permitem executar cálculos usando itens existentes na sua tabela dinâmica, como comparar o desempenho de diferentes categorias de produtos.


C. Usando gráficos de pivô para representação visual de dados
  • Criando diferentes tipos de gráficos de pivô


    Os gráficos de pivô fornecem uma representação visual dos dados na sua tabela pivô, facilitando a identificação de tendências e padrões. Você pode criar vários tipos de gráficos de pivô, incluindo gráficos de barras, gráficos de linha e gráficos de pizza.

  • Personalizando gráficos de pivô


    Depois de criar um gráfico de pivô, você pode personalizá -lo para destacar pontos de dados específicos, adicionar etiquetas ou alterar o tipo de gráfico para visualizar melhor seus dados.



Conclusão


Entender como girar no Excel é extremamente importante Para quem trabalha com dados. Ele permite que você resuma rapidamente e analise grandes conjuntos de dados, facilitando a identificação de tendências e a tomada de decisões informadas. Praticando e explorando mesas de articulação no Excel, você pode Melhore significativamente suas habilidades de gerenciamento e análise de dados.

Portanto, reserve um tempo para se familiarizar com tabelas de articulação e não hesite em experimentar diferentes recursos e funções. Quanto mais você pratica, mais confiante e proficiente Você se tornará usando esta poderosa ferramenta do Excel.

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles