Tutorial do Excel: como fazer o enredo de caixa Excel

Introdução


Você já quis representar visualmente a distribuição de um conjunto de dados, mas não sabia como? Introduzir o Lote de caixas - Uma ferramenta poderosa no mundo da análise de dados. Neste tutorial do Excel, levaremos você pelo processo passo a passo de criar um gráfico de caixa no Excel, permitindo obter informações valiosas sobre seus dados.

A. Explique brevemente o que é um lote de caixa


Um gráfico de caixas, também conhecido como gráfico de caixa e whisker, é uma representação gráfica da distribuição de um conjunto de dados. Ele exibe o resumo de cinco números de um conjunto de dados (mínimo, primeiro quartil, mediano, terceiro quartil e máximo) de uma maneira visualmente atraente e fácil de entender.

B. Importância de usar gráficos de caixa na análise de dados


As parcelas de caixa são crucial na análise de dados, pois eles fornecem informações valiosas sobre a distribuição e a disseminação dos dados. Eles permitem identificar outliers, comparar diferentes conjuntos de dados e obter uma melhor compreensão da variabilidade em seus dados. Com a capacidade de identificar as principais medidas estatísticas, as parcelas de caixa são uma ferramenta essencial para qualquer analista ou pesquisador de dados.


Takeaways -chave


  • As parcelas de caixa, também conhecidas como gráficos de caixa e whisker, representam visualmente a distribuição de um conjunto de dados usando o resumo de cinco números.
  • O uso de gráficos de caixas na análise de dados é crucial para identificar outliers, comparar conjuntos de dados e entender a variabilidade dos dados.
  • O Excel fornece um processo passo a passo para criar, personalizar e interpretar gráficos de caixas, tornando-o uma ferramenta valiosa para análise de dados.
  • A comparação de vários gráficos de caixas no Excel permite uma comparação visual fácil de diferentes conjuntos de dados, com a capacidade de personalizar a aparência e os rótulos para maior clareza.
  • As dicas avançadas para gráficos de caixas no Excel incluem a adição de etiquetas de dados, anotações, linhas de tendências e problemas de solução de problemas para representar com precisão o conjunto de dados.


Entendendo a trama da caixa no Excel


Os gráficos de caixa, também conhecidos como gráficos de caixa e whisker, são uma maneira eficaz de visualizar a distribuição e a variabilidade dos dados. No Excel, a criação de um gráfico de caixa pode ser feita usando o recurso de gráfico. Compreender como coletar e organizar dados, criar o gráfico da caixa e personalizar sua aparência é essencial para usar efetivamente essa ferramenta de visualização.

A. Como coletar e organizar dados para o gráfico de caixa
  • Coletando os dados


    Antes de criar um gráfico de caixa, é importante reunir os dados que você deseja visualizar. Podem ser dados numéricos de um conjunto de observações, experimentos ou pesquisas.

  • Organizar os dados


    Depois de ter os dados, organize -os em um formato que o Excel possa usar para criar o gráfico da caixa. Isso normalmente envolve organizar os dados em colunas ou linhas, com uma coluna ou linha para que cada conjunto de dados seja visualizado.


B. Criando um gráfico de caixa usando o recurso de gráfico do Excel
  • Inserindo um gráfico de caixa


    Para criar um gráfico de caixa no Excel, selecione os dados que você deseja usar para o gráfico da caixa. Em seguida, vá para a guia "Inserir", clique em "Inserir gráfico de estatística" e escolha "caixa e bigode". Isso gerará um gráfico de caixa com base nos dados selecionados.

  • Modificando o enredo da caixa


    Depois de criar o gráfico da caixa, você pode modificá-lo mais clicando com o botão direito do mouse no gráfico e selecionando a "área do gráfico de formato". Isso permite que você personalize a aparência do gráfico da caixa, incluindo a alteração das cores, a adição de títulos e o ajuste da escala.


C. Personalizando a aparência e os rótulos da trama da caixa
  • Formatando o gráfico da caixa


    O Excel fornece várias opções para personalizar a aparência do gráfico da caixa. Isso inclui alterar a cor de preenchimento da caixa, ajustar a largura dos bigodes e adicionar linhas de grade ao gráfico.

  • Adicionando rótulos e títulos


    Para tornar o enredo da caixa mais informativo, você pode adicionar rótulos e títulos ao gráfico. Isso inclui rotular a mediana, quartis e outliers, além de adicionar rótulos de título e eixo para melhor contexto.



RESULTADOS DE PLOTA DE CAIXA


Ao criar um gráfico de caixa no Excel, é crucial entender como interpretar os resultados para obter informações valiosas dos dados. Ao focar nos elementos -chave do gráfico da caixa, como mediana, quartis, outliers, espalhamento e distribuição, você pode fazer inferências informadas sobre o conjunto de dados.

A. Identificando a mediana, quartis e outliers na trama da caixa
  • Mediana: A mediana é representada pela linha dentro da caixa, que divide os dados em duas metades iguais. É uma medida valiosa da tendência central.
  • Quartis: O gráfico da caixa mostra o quartil inferior (Q1) e o quartil superior (Q3), que indicam a propagação dos 50% do meio dos dados.
  • Outliers: Quaisquer pontos de dados que ficam fora dos bigodes do gráfico da caixa são considerados discrepantes e podem fornecer informações importantes sobre a variabilidade dos dados.

B. Compreendendo a propagação e distribuição dos dados
  • Espalhar: O comprimento da caixa e os bigodes na parcela da caixa fornecem informações sobre a propagação dos dados. Uma caixa e bigodes mais longos indicam uma propagação mais ampla, enquanto uma caixa e bigodes mais curtos indicam uma propagação mais estreita.
  • Distribuição: A posição da mediana e o comprimento da caixa podem indicar se os dados são distribuídos simetricamente ou assimetricamente.

C. Fazendo inferências do enredo da caixa
  • Comparando grupos: As parcelas de caixa são úteis para comparar a distribuição de dados entre diferentes grupos ou categorias, permitindo comparações visuais de medianas, spreads e outliers.
  • Identificando padrões: Ao examinar o gráfico da caixa, você pode identificar padrões como assimetria, simetria e presença de outliers, que podem fornecer informações valiosas sobre a natureza dos dados.


Comparando várias parcelas de caixa no Excel


Ao comparar vários conjuntos de dados, a criação de gráficos de caixas lado a lado pode fornecer uma representação visual clara das diferenças e semelhanças. O uso de cores e formatação pode melhorar ainda mais a comparação.

Criando gráficos de caixas lado a lado para facilitar a comparação


  • Seleção de dados: Comece selecionando os conjuntos de dados que você deseja comparar. Verifique se eles estão organizados em colunas ou linhas.
  • Inserção de gráficos da caixa: Vá para a guia Inserir e selecione Caixa e Bigode no grupo de gráficos. Escolha a opção para gráficos de caixas lado a lado.
  • Eixo de personalização: Depois que os gráficos da caixa são inseridos, você pode personalizar os rótulos e títulos do eixo para fornecer contexto para a comparação.

Usando cores e formatação para diferenciar entre diferentes parcelas de caixa


  • Codificação de cores: Atribua uma cor diferente a cada gráfico da caixa para facilitar a distinção entre eles. Isso pode ser feito selecionando o gráfico individual da caixa e alterando a cor de preenchimento.
  • Formatando Outliers: Os outliers podem ser formatados de maneira diferente, como alterar o tamanho ou a forma do marcador, para chamar a atenção para desvios significativos nos dados.
  • Adicionando uma lenda: Inclua uma legenda para identificar qual cor corresponde a cada conjunto de dados, facilitando o leitor para interpretar as parcelas da caixa.

Seguindo estas etapas, você pode comparar efetivamente vários gráficos de caixas no Excel, permitindo uma análise mais aprofundada dos conjuntos de dados.


Dicas avançadas para o enredo de caixa no Excel


Quando se trata de criar gráficos de caixas no Excel, existem várias técnicas avançadas que podem levar sua visualização para o próximo nível. Neste capítulo, exploraremos como adicionar rótulos e anotações de dados, bem como incorporar linhas de tendências e outros recursos estatísticos em seu gráfico de caixa.

A. Adicionando rótulos de dados e anotações ao gráfico da caixa

Uma maneira de aprimorar a clareza do seu gráfico de caixa é adicionar rótulos de dados e anotações. Isso pode ajudar a fornecer contexto e facilitar a interpretação dos espectadores.

  • Rótulos de dados: Para adicionar rótulos de dados ao seu gráfico de caixa, basta clicar no gráfico para selecioná-lo e clique com o botão direito do mouse e escolha "Adicionar etiquetas de dados" no menu. Você pode personalizar o formato e a posição dos rótulos para se adequar à sua preferência.
  • Anotações: As anotações podem ser usadas para destacar pontos de dados específicos ou fornecer informações adicionais sobre o gráfico. Para adicionar uma anotação, clique com o botão direito do mouse no gráfico e selecione "Adicionar caixa de texto". Você pode digitar sua anotação e ajustar sua aparência e posição, conforme necessário.

B. incorporando linhas de tendência e outros recursos estatísticos

O Excel oferece uma variedade de recursos estatísticos que podem ser incorporados ao seu gráfico de caixa para fornecer informações mais profundas sobre os dados.

  • Linhas de tendência: Adicionar uma linha de tendência ao seu gráfico de caixa pode ajudar a identificar padrões e tendências gerais nos dados. Para fazer isso, clique com o botão direito do mouse na série de dados dentro do gráfico, selecione "Adicionar linha de tendência" e escolha o tipo desejado de linha de tendência (por exemplo, linear, exponencial, etc.).
  • Desvio médio e padrão: Você também pode adicionar marcadores para a média e o desvio padrão ao gráfico da caixa para fornecer um resumo da distribuição de dados. Isso pode ser feito adicionando barras de erro ao gráfico e personalizando -as para representar as medidas estatísticas desejadas.


Solução de problemas de problemas comuns com parcelas de caixa


Ao criar um gráfico de caixa no Excel, é importante estar ciente de questões comuns que podem surgir. Ao solucionar esses problemas, você pode garantir que o gráfico da sua caixa represente com precisão o conjunto de dados e forneça informações significativas.

A. lidando com dados ausentes ou errôneos na parcela da caixa


  • Identificando dados ausentes: Antes de criar um gráfico de caixa, é importante verificar se há dados ausentes ou errôneos no conjunto de dados. Isso pode ser feito usando os recursos de validação de dados do Excel ou revisando manualmente os dados.
  • Manuseio de dados ausentes: Se os dados ausentes forem identificados, você terá várias opções para lidar com eles. Você pode excluir os pontos de dados ausentes do gráfico da caixa ou de usar métodos como imputação para estimar os valores ausentes.
  • Abordando dados errôneos: Nos casos em que o conjunto de dados contém dados errôneos, é essencial corrigir ou remover os valores errôneos antes de criar o gráfico da caixa. Isso pode ser feito usando as ferramentas de limpeza de dados do Excel ou editando manualmente o conjunto de dados.

B. Garantir o enredo da caixa representa com precisão o conjunto de dados


  • Verificando outliers: Antes de finalizar o gráfico da caixa, é importante verificar qualquer outlier no conjunto de dados. Os outliers podem afetar significativamente a aparência e a interpretação do gráfico da caixa, para que sejam cuidadosamente revisados ​​e, se necessário, abordados.
  • Verificando a distribuição de dados: Para garantir que o gráfico da caixa represente com precisão o conjunto de dados, é crucial verificar a distribuição dos dados. Isso pode ser feito criando um histograma ou usando as ferramentas de estatística descritiva do Excel para examinar a tendência e a propagação central dos dados.
  • Ajustando as configurações da plotagem da caixa: O Excel fornece várias opções de personalização para gráficos de caixas, como alterar o comprimento do bigode ou ajustar a escala do eixo. Ao experimentar essas configurações, você pode ajustar a aparência do gráfico da caixa para refletir com precisão o conjunto de dados.


Conclusão


Para concluir, gráficos de caixa são uma ferramenta essencial na análise de dados, fornecendo um resumo visual da distribuição de um conjunto de dados e identificando qualquer outlier. Eles são particularmente úteis para comparar vários grupos de dados e detectar padrões e diferenças. Como visto neste tutorial, criando gráficos de caixas em Excel é um processo direto que pode ser dominado com um pouco de prática.

Incentivamos você a explorar ainda mais e praticar a criação de parcelas de caixas no Excel para aprimorar suas habilidades de análise de dados. Quanto mais familiar você se tornar com essa ferramenta poderosa, mais equipado será para interpretar e tirar conclusões de seus dados.

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles