Tutorial do Excel: Como fazer um cronograma de amortização no Excel

Introdução


Você está procurando entender como criar um cronograma de amortização no Excel? Um cronograma de amortização é uma tabela que mostra a quebra dos pagamentos de empréstimos ao longo do tempo, incluindo a parte que vai para os juros e a parte que vai para o diretor. É uma ferramenta essencial para quem gerencia empréstimos ou hipotecas, pois ajuda a visualizar o cronograma de pagamento e o impacto de diferentes valores de pagamento. Excel é a ferramenta perfeita para criar cronogramas de amortização, pois permite fácil personalização e cálculo de fórmulas complexas, tornando -a uma escolha popular para profissionais financeiros e indivíduos.


Takeaways -chave


  • O cronograma de amortização é uma ferramenta crucial para gerenciar empréstimos e hipotecas, permitindo a visualização dos prazos de pagamento e o impacto de diferentes valores de pagamento.
  • O Excel é uma escolha popular para criar cronogramas de amortização devido à sua fácil personalização e cálculo de fórmulas complexas.
  • Os componentes de um cronograma de amortização incluem a quebra de pagamentos de empréstimos, parte em relação aos juros e parte para o principal.
  • As fórmulas do Excel como PMT, IPMT e PPMT podem ser utilizadas para cálculo preciso de pagamentos mensais, pagamentos de juros e pagamentos principais.
  • A formatação do cronograma para maior clareza e precisão de verificação de dupla é as etapas essenciais na criação de um cronograma de amortização eficaz no Excel.


Compreensão de cronogramas de amortização


Um cronograma de amortização é uma tabela que mostra a quebra dos pagamentos de empréstimos durante a vida útil de um empréstimo, incluindo os juros e os principais componentes de cada pagamento. Esse cronograma ajuda os mutuários a entender quanto de seu pagamento é necessário para pagar o valor principal do empréstimo e quanto vai para os juros.

A. Definição de cronograma de amortização

Um cronograma de amortização é uma tabela que descreve os detalhes dos pagamentos de empréstimos sobre o prazo do empréstimo. Inclui a data de pagamento, o valor do pagamento, a despesa de juros, o pagamento principal e o saldo remanescente do empréstimo.

B. Componentes de um cronograma de amortização

Os principais componentes de um cronograma de amortização incluem:

  • Data de pagamento: A data em que o pagamento é devido.
  • Valor do pagamento: O valor total do pagamento, incluindo principal e juros.
  • Despesa de juros: A parte do pagamento que é destinado ao pagamento dos juros do empréstimo.
  • Reembolso principal: A parte do pagamento que é destinada ao pagamento do valor principal do empréstimo.
  • Saldo restante do empréstimo: O valor pendente do empréstimo após cada pagamento for feito.

C. Objetivo de um cronograma de amortização

O principal objetivo de um cronograma de amortização é fornecer aos mutuários uma compreensão clara de como seus pagamentos de empréstimos são alocados entre juros e diretores. Também ajuda os mutuários a ver quanto do empréstimo reembolsou e quanto ainda está pendente. Esta informação pode ser útil para fins de planejamento financeiro e orçamento.


Configurando a folha do Excel


Ao criar um cronograma de amortização no Excel, é importante configurar a planilha adequadamente para garantir cálculos precisos e organização dos dados. Aqui estão as etapas para configurar a planilha do Excel:

A. Abrindo uma nova planilha do Excel

Para começar, abra uma nova planilha do Excel no seu computador. Isso servirá como tela em branco para criar o cronograma de amortização.

B. Criando cabeçalhos relevantes para o cronograma

Em seguida, crie cabeçalhos para o cronograma inserindo rótulos para cada coluna. Esses cabeçalhos devem incluir "número de pagamento", "data de pagamento," saldo inicial "," pagamento "," principal "," juros "e" equilíbrio final ".

C. Inserindo detalhes do empréstimo, como valor principal, taxa de juros e termo de empréstimo

Depois de configurar os cabeçalhos, insira os detalhes do empréstimo, como valor principal, taxa de juros e prazo de empréstimo nas células designadas. Essas informações serão usadas para calcular o pagamento mensal e gerar o cronograma.


Usando fórmulas do Excel para cálculo


Ao criar um cronograma de amortização no Excel, é essencial utilizar várias fórmulas para calcular os pagamentos mensais, pagamentos de juros e pagamentos principais. Ao usar as funções PMT, IPMT e PPMT, bem como fórmulas de preenchimento automático, você pode criar eficientemente um cronograma de amortização preciso para o seu empréstimo.

Utilizando a função PMT para calcular pagamentos mensais


  • Função PMT: A função PMT é usada para calcular os pagamentos mensais de um empréstimo com base em uma taxa de juros constante e pagamentos consistentes.
  • Exemplo: = PMT (taxa de juros/12, termo de empréstimo em meses, valor do empréstimo)

Usando a função IPMT para calcular pagamentos de juros


  • Função IPMT: A função IPMT calcula a parte de juros de um pagamento de empréstimo por um período específico.
  • Exemplo: = IPMT (taxa de juros/12, período de pagamento, termo de empréstimo em meses, valor do empréstimo)

Usando a função PPMT para calcular os pagamentos principais


  • Função ppmt: A função PPMT calcula a parte principal de um pagamento de empréstimo por um período específico.
  • Exemplo: = PPMT (taxa de juros/12, período de pagamento, termo de empréstimo em meses, valor do empréstimo)

Fórmulas de preenchimento automático para todo o termo do empréstimo


  • Preenchimento automático: Depois que as fórmulas PMT, IPMT e PPMT forem criadas para o primeiro período, você pode usar o recurso de preenchimento automático no Excel para estender as fórmulas para todo o prazo do empréstimo.
  • Exemplo: Clique e arraste o canto da célula que contém a fórmula para preencher automaticamente os períodos restantes do empréstimo.


Formatando o cronograma para clareza


Ao criar um cronograma de amortização no Excel, é importante garantir que o cronograma seja claro e fácil de ler. Isso pode ser alcançado fazendo ajustes na formatação da planilha.

Ajustando a largura da coluna e a altura da linha para melhor visibilidade


Uma das primeiras etapas na formatação do cronograma para maior clareza é ajustar a largura da coluna e a altura da linha. Isso garante que todos os dados do cronograma sejam visíveis sem a necessidade de rolagem desnecessária. Para fazer isso, basta clicar na letra da coluna ou no número da linha e arrastar as bordas para ajustar a largura ou a altura.

Usando formatação condicional para destacar dados importantes


A formatação condicional é uma ferramenta poderosa no Excel que permite formatar automaticamente células com base em determinados critérios. Isso pode ser usado para destacar dados importantes no cronograma de amortização, como o valor total do pagamento ou o saldo pendente. Ao usar a formatação condicional, você pode destacar essas figuras -chave, facilitando a interpretação do cronograma.

Adicionando bordas e linhas de grade para melhor organização


Além de ajustar a largura e a altura das colunas e linhas, a adição de fronteiras e linhas de grade pode ajudar a melhorar a organização do cronograma de amortização. As fronteiras podem ser usadas para separar diferentes seções do cronograma, enquanto as linhas de grade podem facilitar a distinção entre células individuais. Isso pode facilitar o cronograma de seguir e entender rapidamente.


Revisando e verificando duas vezes o cronograma


Depois de criar um cronograma de amortização no Excel, é crucial revisar e verificar duas vezes o cronograma para garantir a precisão e a confiabilidade. Aqui estão algumas etapas a serem tomadas ao revisar e verificar duas vezes o cronograma:

A. Verificando a precisão dos cálculos

Primeiro, é importante verificar a precisão dos cálculos usados ​​para criar o cronograma de amortização. Isso envolve verificar as fórmulas e funções usadas no Excel para garantir que elas estejam corretas e reflitam com precisão o processo de amortização.

B. Cruzando o cronograma com um cálculo manual

Para validar ainda mais a precisão do cronograma de amortização, é recomendável verificar o cronograma com um cálculo manual. Isso envolve executar os cálculos manualmente para comparar os resultados com os obtidos do cronograma do Excel. Quaisquer discrepâncias devem ser investigadas e resolvidas.

C. Fazendo ajustes, se necessário

Se algum erro ou discrepâncias forem encontradas durante o processo de revisão e verificação dupla, é importante fazer os ajustes necessários ao cronograma de amortização no Excel. Isso pode envolver a correção de fórmulas, a atualização de entradas de dados ou fazendo outras alterações para garantir que o cronograma seja preciso e confiável.


Conclusão


A. Usar o Excel para criar cronogramas de amortização é importante Porque fornece uma maneira confiável e eficiente de calcular e acompanhar os pagamentos de empréstimos ao longo do tempo.

B. Para fazer um cronograma de amortização no Excel, siga estes recapitular Etapas: 1) Digite detalhes do empréstimo, 2) Calcule o pagamento mensal, 3) Crie um cronograma de pagamento e 4) preencha as colunas restantes com fórmulas.

C. EU encorajar Todos os leitores para prática e explorar mais funções do Excel para cálculos financeiros. O Excel é uma ferramenta poderosa que pode aprimorar muito suas habilidades de gerenciamento financeiro.

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles