Tutorial do Excel: Como fazer uma tabela de articulação Excel

Introdução


Se você já se perguntou como analisar e resumir com eficiência grandes quantidades de dados no Excel, então tabelas de articulação são a resposta. Neste tutorial, levaremos você ao processo de criação de uma tabela dinâmica no Excel, orientando -o passo a passo para que você possa aproveitar o poder dessa ferramenta poderosa.

Tabelas de articulação são um recurso essencial no Excel que permite extrair insights e tendências significativos de seus dados. Eles podem ajudá -lo a organizar e analisar rapidamente grandes conjuntos de dados, permitindo que você tome decisões de negócios informadas e identificar padrões que podem não ser imediatamente aparentes. Seja você um profissional de negócios, um aluno ou alguém que trabalha com dados regularmente, entender como criar e usar uma tabela dinâmica é uma habilidade inestimável.


Takeaways -chave


  • As tabelas de pivô no Excel são uma ferramenta poderosa para analisar e resumir eficientemente grandes quantidades de dados.
  • Compreender como criar e usar tabelas de articulação é uma habilidade valiosa para profissionais de negócios, estudantes e qualquer pessoa que trabalhe com dados.
  • As tabelas de pivô permitem que os usuários extraem insights e tendências significativos dos dados, permitindo que as decisões de negócios e identificação de padrões informados.
  • A otimizar a eficiência da tabela de pivô envolve organizar os dados de origem, usar intervalos nomeados e refrescar a tabela dinâmica para refletir alterações nos dados de origem.
  • Erros comuns a serem evitados ao criar tabelas dinâmicas incluem a negligência de atualizar a tabela dinâmica, complicar demais o layout e não se formar adequadamente para maior clareza.


Compreendendo o básico das tabelas de articulação


Definir mesas de articulação e seu propósito

Uma tabela pivô é uma ferramenta poderosa no Excel que permite resumir e analisar grandes quantidades de dados de maneira estruturada e organizada. Seu objetivo é ajudar os usuários a entender os conjuntos de dados complexos, criando facilmente relatórios de resumo e visualizando tendências.

Explique como as tabelas dinâmicas podem ajudar a organizar e resumir dados


As tabelas de pivô podem ajudar a organizar e resumir dados, permitindo que os usuários arraste e soltassem os campos para criar relatórios personalizáveis. Eles podem agrupar rapidamente e resumir dados, calcular médias, totais e porcentagens e criar visualizações como gráficos e gráficos.

Discuta os tipos de dados mais adequados para tabelas de articulação


Qualquer tipo de dados pode ser usado em uma tabela dinâmica, mas eles são mais adequados para grandes conjuntos de dados com várias variáveis. Por exemplo, dados de vendas com categorias de produtos, segmentos de clientes e dimensões de data/hora são ideais para tabelas dinâmicas. Além disso, as tabelas de articulação são ótimas para analisar respostas da pesquisa, dados financeiros e outros conjuntos de dados complexos.


Guia passo a passo para criar uma tabela dinâmica


Criar uma tabela de pivô no Excel pode ajudá -lo a resumir e analisar grandes conjuntos de dados com facilidade. Siga estas etapas para criar sua própria tabela dinâmica:

A. Abra o Excel e selecione o conjunto de dados para a tabela Pivot

  • B. Navegue até a guia "Inserir" e selecione "Pivottable"
  • C. Escolha a gama de dados para a tabela Pivot

D. Arraste e solte os campos para a tabela Pivot para organizar os dados

Depois de selecionar o intervalo de dados, você pode começar a organizá -los arrastando e soltando campos para a tabela dinâmica. Por exemplo, você pode arrastar um campo "vendedor" para a área "linhas" para exibir uma lista de vendedores e um campo de "receita" na área de "valores" para mostrar a receita total de cada vendedor.

E. Personalize o layout e a aparência da tabela dinâmica

Depois de organizar os dados, você pode personalizar o layout e a aparência da tabela dinâmica para atender às suas necessidades. Isso pode incluir a alteração da função de resumo de um campo específico, a adição de campos calculados ou a alteração do estilo e do formato da tabela dinâmica.


Usando os recursos da tabela Pivot para análise de dados


Quando se trata de análise de dados no Excel, as tabelas de articulação são uma ferramenta poderosa que pode ajudá -lo a resumir e analisar seus dados de uma maneira mais eficiente e eficaz. Aqui estão alguns recursos importantes das tabelas dinâmicas que você pode usar para analisar seus dados:

A. Utilize o campo "valores" para executar cálculos como soma, média e contagem

  • Soma: Use o campo "Valores" para calcular a soma total de uma coluna de dados numéricos específicos no seu conjunto de dados.
  • Média: Ao utilizar o campo "Valores", você pode calcular facilmente a média dos valores numéricos no seu conjunto de dados.
  • Contar: O campo "Valores" também pode ser usado para contar o número de itens em uma coluna de dados específica, fornecendo informações valiosas sobre a quantidade de pontos de dados.

B. Dados do grupo dentro da tabela Pivot para criar resumos significativos

  • Agrupamento por data: Se o seu conjunto de dados incluir valores de data, você poderá usar a tabela Pivot para agrupar os dados por data, permitindo ver informações resumidas com base em períodos específicos de tempo.
  • Agrupamento hierárquico: Você também pode criar agrupamentos hierárquicos dentro da tabela Pivot para organizar e resumir seus dados de uma maneira mais estruturada.

C. Filtre e classifique os dados para se concentrar em informações específicas

  • Filtragem: A tabela Pivot permite que você aplique filtros para se concentrar em pontos ou categorias de dados específicos, permitindo analisar apenas as informações relevantes para sua análise.
  • Ordenação: Você pode classificar facilmente os dados dentro da tabela Pivot para organizá -los em uma ordem específica, facilitando a identificação de tendências e padrões no conjunto de dados.


Dicas para otimizar a eficiência da tabela de articulação


Ao trabalhar com tabelas de articulação no Excel, existem várias maneiras de otimizar sua eficiência. Seguindo essas dicas, você pode otimizar o processo de criação e atualização de tabelas de articulação, economizando tempo e melhorando a precisão da sua análise de dados.

Organize os dados de origem para facilitar a criação de tabela de articulação


  • Organize os dados em um formato tabular: Antes de criar uma tabela dinâmica, é importante garantir que seus dados de origem sejam organizados em um formato tabular, com cada coluna representando um campo de dados diferente e cada linha contendo um registro exclusivo.
  • Remova linhas e colunas em branco: Elimine quaisquer linhas ou colunas em branco desnecessárias em seus dados para impedir que sejam incluídas na tabela dinâmica.
  • Use títulos claros e consistentes: Forneça títulos claros e consistentes para cada coluna em seus dados, facilitando a seleção dos campos apropriados ao criar a tabela dinâmica.

Use intervalos nomeados para atualizar facilmente a tabela pivô com novos dados


  • Crie intervalos nomeados para os dados de origem: Ao definir intervalos nomeados para seus dados de origem, você pode atualizar facilmente a tabela Pivot quando novos dados forem adicionados, sem precisar ajustar manualmente as referências de intervalo.
  • Use a função de deslocamento para intervalos dinâmicos: Para incorporar automaticamente novos dados na tabela Pivot, você pode usar a função de deslocamento para criar intervalos dinâmicos nomeados que se expandem à medida que novos dados são adicionados ao intervalo de origem.
  • Consulte Ranges nomeados ao criar a tabela de articulação: Ao criar a tabela Pivot, consulte os intervalos nomeados para obter os dados de origem para garantir que a tabela inclua automaticamente quaisquer novos dados adicionados ao intervalo.

Atualize a tabela de articulação para refletir as mudanças nos dados de origem


  • Atualize manualmente a tabela dinâmica: Depois de fazer alterações nos dados de origem, como adicionar novos registros ou modificar os existentes, você pode atualizar manualmente a tabela dinâmica para refletir essas alterações.
  • Atualize automaticamente a tabela Pivot no Open: Você pode definir a tabela Pivot para atualizar automaticamente quando a pasta de trabalho for aberta, garantindo que ela sempre reflita os dados mais atuais no intervalo de origem.
  • Ajuste as opções de atualização: O Excel oferece opções para controlar como e quando a tabela pivô é atualizada, permitindo que você personalize o processo de atualização para atender às suas necessidades específicas.


Erros comuns a serem evitados ao criar tabelas de articulação


Ao criar tabelas dinâmicas no Excel, é importante estar ciente de possíveis armadilhas que podem afetar a funcionalidade e a clareza da sua análise de dados. Aqui estão alguns erros comuns a serem evitados:

  • Negligenciando a atualização da tabela dinâmica quando os dados de origem mudarem

    Um dos erros mais comuns ao trabalhar com tabelas Pivot é esquecer de atualizar a tabela quando os dados de origem mudarem. Isso pode levar a análises imprecisas e insights desatualizados. É crucial atualizar a tabela dinâmica para garantir que ela reflita os dados mais atuais.

  • Compensando o layout da tabela pivô

    Outro erro a evitar é complicar demais o layout da tabela pivô. Embora as tabelas dinâmicas ofereçam uma ampla gama de opções de personalização, é importante manter o layout simples e fácil de entender. Muitos campos e camadas de dados podem tornar a tabela confusa e difícil de interpretar.

  • Não formando corretamente a tabela de articulação para maior clareza

    A formatação é um aspecto essencial da criação de uma tabela de articulação eficaz. Deixar de formatar corretamente a tabela para maior clareza pode torná -la desafiadora para que outras pessoas leiam e interpretem os dados. É importante aplicar formatação consistente, como adicionar cabeçalhos claros, usar cores apropriadas e garantir que os dados sejam apresentados de maneira lógica.



Conclusão


Em conclusão, as tabelas de articulação são uma ferramenta essencial para organizar e analisar grandes conjuntos de dados no Excel. Eles oferecem economizando tempo significativo benefícios e permitir Visualização fácil de dados, ajudando os usuários a tomar decisões melhor informadas.

Encorajo você a praticar a criação de tabelas dinâmicas no Excel para aprimorar suas habilidades de análise de dados. Quanto mais você trabalha com tabelas dinâmicas, mais proficiente você se tornará usando esse recurso poderoso para manipular e analisar seus dados de maneira eficaz.

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles