Tutorial do Excel: Como fazer um gráfico de pivô no Excel

Introdução


Se você deseja levar sua análise de dados para o próximo nível, Gráficos de pivô do Excel são uma ferramenta poderosa para adicionar ao seu repertório. Neste tutorial, o guiaremos através do processo de criação de um gráfico de pivô no Excel, desde a seleção de seus dados até a personalização do gráfico para atender às suas necessidades. Mas primeiro, vamos começar com uma breve explicação do que são os gráficos de pivô e por que eles são tão importantes para a análise de dados.


Takeaways -chave


  • Os gráficos de pivô do Excel são uma ferramenta poderosa para levar a análise de dados para o próximo nível.
  • Os gráficos de pivô são importantes para a análise de dados, pois permitem fácil personalização e visualização de dados.
  • Compreender a definição, benefícios e diferenças de gráficos de pivô dos gráficos regulares é essencial para o uso eficaz.
  • Criar e personalizar gráficos de pivô envolve a seleção de dados, a escolha dos tipos de gráficos e a formatação para o apelo visual.
  • As práticas recomendadas para o uso de gráficos de pivô incluem mantê -los simples, atualizar regularmente e usar em conjunto com tabelas dinâmicas para análises abrangentes.


Entendendo os gráficos de pivô


Quando se trata de visualizar e analisar dados no Excel, os gráficos do pivô desempenham um papel crucial. Eles fornecem uma maneira dinâmica de apresentar dados em um formato visual, facilitando a identificação de tendências, padrões e relacionamentos dentro dos dados.

A. Definição de gráficos de pivô

Um gráfico de pivô é uma representação gráfica dos dados de uma tabela dinâmica. Ele permite que os usuários criem rápida e facilmente um resumo visual de seus dados sem a necessidade de criar fórmulas ou designs complexos.

B. Como os gráficos de pivô diferem dos gráficos regulares

Os gráficos de pivô estão diretamente conectados às tabelas de pivô, o que significa que quaisquer alterações feitas na tabela Pivot serão automaticamente refletidas no gráfico de pivô. Esse relacionamento dinâmico permite atualizações e ajustes em tempo real no gráfico como alterações de dados subjacentes.

Benefícios do uso de gráficos de pivô no Excel


  • Visualização interativa e dinâmica de dados
  • Atualizações automáticas como as mudanças de dados subjacentes
  • Capacidade de perfurar facilmente pontos de dados específicos para análise mais profunda
  • Integração com tabelas de articulação para manipulação e visualização de dados sem costura
  • Suporte para uma ampla gama de tipos de gráficos e opções de personalização


Criando um gráfico de pivô


O Excel permite que os usuários criem gráficos de pivô para representar visualmente os dados de uma tabela dinâmica. Siga estas etapas para criar um gráfico de pivô no Excel.

A. Selecionando os dados para o gráfico de pivô
  • Passo 1: Abra a pasta de trabalho do Excel que contém a tabela pivô que você deseja visualizar.
  • Passo 2: Clique em qualquer lugar da tabela Pivot para selecioná -la.
  • Etapa 3: Navegue até a guia "Analisar dinâmicas" ou "ferramentas dinâmicas" na parte superior da janela do Excel.
  • Passo 4: Clique no botão "Inserir" na guia "Analisar dinâmica" ou "ferramentas dinâmicas".
  • Etapa 5: No menu suspenso, selecione "Pivotchart".

B. Inserindo um gráfico de pivô no Excel
  • Passo 1: Depois de selecionar "Pivotchart" no menu suspenso, uma caixa de diálogo aparecerá solicitando que você escolha o tipo e o design do gráfico.
  • Passo 2: Selecione o tipo de gráfico desejado (por exemplo, coluna, barra, linha, torta, etc.) nas opções fornecidas.
  • Etapa 3: Clique em "OK" para inserir o gráfico de pivô na planilha.

C. Escolhendo o tipo de gráfico para o gráfico de pivô
  • Passo 1: Depois de inserir o gráfico do pivô, você pode personalizá-lo clicando com o botão direito do mouse no gráfico e selecionando "Alterar tipo de gráfico".
  • Passo 2: Uma caixa de diálogo aparecerá, permitindo que você escolha um tipo de gráfico diferente para o gráfico de pivô.
  • Etapa 3: Selecione o tipo de gráfico desejado nas opções fornecidas e clique em "OK" para aplicar as alterações.


Personalizando o gráfico de pivô


A personalização do gráfico do pivô é essencial para comunicar efetivamente as informações de seus dados. Aqui estão as principais maneiras pelas quais você pode personalizar seu gráfico de pivô no Excel:

A. Adicionando e removendo campos no gráfico de pivô
  • Adicionando campos:


    Para adicionar um campo ao gráfico do pivô, basta arrastar e soltar o campo desejado da lista de campos dinâmicos no gráfico. Isso atualizará automaticamente o gráfico para incluir o novo campo.
  • Remoção de campos:


    Se você deseja remover um campo do gráfico do pivô, clique no campo na lista de campos dinâmicos e arraste -o para fora do gráfico. Como alternativa, você pode desmarcar o campo na lista de campos dinâmicos para removê -la do gráfico.

B. Alterar o layout e o design do gráfico de pivô
  • Layout:


    Você pode alterar o layout do gráfico do pivô clicando com o botão direito do mouse no gráfico e selecionando "layout" no menu de contexto. Isso permitirá que você escolha entre diferentes layouts predefinidos ou ajuste manualmente os elementos do gráfico.
  • Projeto:


    Para alterar o design do gráfico Pivot, clique com o botão direito do mouse no gráfico e selecione "Design" no menu de contexto. Aqui, você pode escolher entre diferentes estilos de gráficos, cores e efeitos para personalizar a aparência do seu gráfico.

C. Formatando o gráfico de pivô para torná -lo visualmente atraente
  • Estilos de gráfico:


    O Excel oferece uma variedade de estilos de gráficos que você pode aplicar ao seu gráfico de pivô para torná -lo visualmente atraente. Basta clicar no gráfico, acesse a guia "Ferramentas do gráfico" e escolha um estilo na galeria "Styles de gráfico".
  • Etiquetas e títulos de eixos:


    Você pode formatar os rótulos e títulos do eixo clicando neles e usando as opções de formatação na guia "Ferramentas do gráfico". Isso permite que você altere a fonte, tamanho, cor e outros atributos dos rótulos e títulos.
  • Rótulos de dados:


    Os rótulos de dados podem ajudar a esclarecer as informações apresentadas no gráfico pivô. Para adicionar ou formatar os rótulos de dados, clique com o botão direito do mouse na série de dados no gráfico e escolha "Adicionar etiquetas de dados" ou "formatar rótulos de dados" no menu de contexto.


Analisando dados com gráficos de pivô


Os gráficos de pivô no Excel são ferramentas poderosas para analisar e visualizar dados. Com os gráficos de pivô, você pode manipular e resumir facilmente os dados em um formato visual, facilitando a identificação de tendências, padrões e outliers. Neste tutorial, exploraremos como usar os gráficos Pivot para analisar dados no Excel.

A. Usando filtros para analisar dados específicos no gráfico de pivô

Um dos principais recursos dos gráficos de pivô é a capacidade de aplicar filtros para analisar dados específicos. Ao usar filtros, você pode se concentrar em um subconjunto de dados específico, como uma categoria de produto específica ou um período específico. Para aplicar filtros em um gráfico de pivô, basta clicar no botão Filtro na lista de campos do gráfico de pivô e selecionar os critérios desejados.

B. Adicionando slicers para análise de dados interativos

Além de usar filtros, você pode aprimorar sua análise de dados adicionando fatores ao seu gráfico de pivô. Os fatores de fatia são filtros visuais que permitem que os usuários analisem interativamente os dados simplesmente clicando nos critérios desejados. Para adicionar um slicer ao seu gráfico de pivô, vá para a guia Ferramentas dinâmicas, clique na guia Analisar e clique no botão Inserir Slicer. A partir daí, você pode selecionar os campos que deseja usar como fatores de fatia.

C. Utilizando gráficos de pivô para análise e comparação de tendências

Outro uso valioso dos gráficos de pivô é para análise e comparação de tendências. Com os gráficos de pivô, você pode identificar facilmente tendências ao longo do tempo ou comparar dados em diferentes categorias. Isso pode ser especialmente útil para detectar padrões, outliers e correlações dentro de seus dados. Para executar a análise e a comparação de tendências em um gráfico de pivô, você pode arrastar e soltar os campos desejados nas áreas de eixo e valorizar para visualizar os dados de maneiras diferentes.


Melhores práticas para usar gráficos de pivô


Ao trabalhar com gráficos de pivô no Excel, é importante seguir algumas práticas recomendadas para garantir que sua análise de dados seja precisa e eficiente. Aqui estão algumas dicas importantes para usar os gráficos de pivô de maneira eficaz:

A. Mantendo o gráfico de pivô simples e focado

  • Limite o número de campos: Ao criar um gráfico de pivô, tente manter o número de campos e pontos de dados no mínimo. Isso ajudará a manter o gráfico focado e fácil de interpretar.
  • Escolha o tipo de gráfico certo: Selecione um tipo de gráfico que melhor represente os dados que você está analisando. Por exemplo, use um gráfico de barras para comparar valores e um gráfico de linha para mostrar tendências ao longo do tempo.
  • Use filtros e slicers: Utilize filtros e slicers para permitir que os usuários controlem interativamente quais dados são exibidos no gráfico do pivô, tornando-o mais fácil de usar.

B. atualizando regularmente o gráfico de pivô com novos dados

  • Atualize o gráfico de pivô: Depois de atualizar seus dados de origem, lembre -se sempre de atualizar o gráfico do pivô para garantir que ele reflita as informações mais atuais.
  • Configure a atualização automática: Se você frequentemente atualiza seus dados, considere configurar a atualização automática de dados para manter seu gráfico de pivô atualizado sem intervenção manual.
  • Verifique se há erros: Ao atualizar o gráfico do pivô, verifique se os novos dados foram incorporados com precisão e que nenhum erro ocorreu durante o processo de atualização.

C. Usando gráficos de pivô em conjunto com tabelas de pivô para análise abrangente

  • Combine gráficos de pivô com tabelas dinâmicas: O emparelhamento de gráficos de pivô com tabelas de articulação permite uma análise mais abrangente dos dados, fornecendo representações visuais e tabulares para insights mais profundos.
  • Crie painéis interativos: Ao integrar gráficos de pivô e tabelas de pivô, você pode criar painéis dinâmicos que permitem que os usuários explorem e analisem dados de uma maneira mais interativa e envolvente.
  • Utilize campos e itens calculados: Aproveite os campos e itens calculados nas tabelas dinâmicas para executar cálculos adicionais e personalizar os dados exibidos no gráfico Pivot.


Conclusão


Recapitular: Os gráficos de pivô são um ferramenta essencial no Excel para apresentar e analisar visualmente conjuntos de dados complexos. Eles fornecem uma maneira clara e concisa de entender tendências e padrões dentro de seus dados.

Encorajamento: Eu encorajo você a prática Criando e personalizando gráficos de pivô no Excel, como são de valor Para análise de dados eficazes. Quanto mais familiar você se tornará com gráficos de pivô, mais confiante Você estará utilizando -os para obter informações de seus dados.

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles