Tutorial do Excel: Como fazer uma tabela de frequência no Excel

Introdução


Na análise de dados, tabelas de frequência desempenhar um papel crucial no fornecimento de um resumo claro da distribuição de valores dentro de um conjunto de dados. Essas tabelas ajudam a organizar e analisar dados para identificar padrões, tendências e outliers. Compreender como criar uma tabela de frequência no Excel é uma habilidade essencial para quem trabalha com dados. Neste tutorial, seguiremos você pelo processo passo a passo de criar uma tabela de frequência no Excel e discutir importância na análise de dados.


Takeaways -chave


  • As tabelas de frequência são essenciais para organizar e analisar dados para identificar padrões, tendências e valores extremos
  • Criar uma tabela de frequência no Excel é uma habilidade importante para análise de dados
  • A configuração de dados no Excel e a garantia de sua limpeza e precisão é crucial para criar uma tabela de frequência eficaz
  • A análise da distribuição de frequência ajuda a identificar os valores mais comuns e calcular porcentagens
  • Criar um gráfico de barras a partir da tabela de frequência pode representar visualmente os padrões e tendências de dados


Configurando seus dados


Antes de criar uma tabela de frequência no Excel, é importante organizar e limpar adequadamente seus dados para garantir a precisão em sua análise.

A. Organizando seus dados no Excel

Ao configurar seus dados no Excel, é importante ter uma estrutura clara que separe as variáveis ​​que você deseja analisar. Use colunas para cada variável e linhas para cada observação para manter seus dados organizados e fáceis de trabalhar.

B. garantir que os dados sejam limpos e precisos

Antes de criar uma tabela de frequência, é crucial garantir que seus dados sejam limpos e precisos. Isso envolve verificar qualquer erro, valores ausentes ou inconsistências nos dados que podem afetar os resultados de sua análise.

1. Verifique se há erros ou outliers


Digitalize seus dados em busca de erros ou outliers que possam distorcer os resultados da sua tabela de frequência. Isso pode incluir erros de digitação, valores incorretos ou pontos de dados que são significativamente diferentes do restante dos dados.

2. Aborde os valores ausentes


Verifique se não há valores ausentes em seus dados que possam afetar a precisão da sua tabela de frequência. Se houver valores ausentes, decida a melhor maneira de lidar com eles, seja removendo as observações ou imputando os valores ausentes.

3. Verifique a consistência dos dados


Verifique se seus dados são consistentes e seguem um formato padrão. Isso inclui garantir que todas as variáveis ​​sejam medidas nas mesmas unidades e que não haja discrepâncias na maneira como os dados são registrados.

Ao organizar seus dados e garantir sua limpeza e precisão, você pode prosseguir com confiança para criar uma tabela de frequência no Excel para sua análise.


Criando uma tabela dinâmica


Ao trabalhar com um grande conjunto de dados no Excel, a criação de uma tabela de frequência pode ser uma maneira útil de organizar e analisar seus dados. Um dos métodos mais eficientes para criar uma tabela de frequência no Excel é usando uma tabela dinâmica.

A. Selecionando seu intervalo de dados


  • Passo 1: Abra sua pasta de trabalho do Excel e navegue até a planilha que contém os dados que você deseja analisar.
  • Passo 2: Clique e arraste para selecionar o conjunto de dados inteiro que você deseja incluir na tabela de frequência.

B. Inserindo uma tabela de articulação


  • Passo 1: Com o seu intervalo de dados selecionado, vá para a guia "Inserir" na fita do Excel.
  • Passo 2: Clique em "Pivottable" e selecione o local onde deseja que a tabela Pivot seja colocada (por exemplo, uma nova planilha ou uma planilha existente).

C. Adicionando os campos para análise


  • Passo 1: No painel dinâmico dos campos que aparece no lado direito da janela do Excel, você verá uma lista dos cabeçalhos da coluna do seu intervalo de dados selecionados.
  • Passo 2: Arraste o campo que você deseja analisar (por exemplo, a variável para a qual você deseja criar a tabela de frequência) na área de "linhas" ou "colunas" da tabela Pivot.
  • Etapa 3: Arraste o mesmo campo para a área de "valores" da tabela pivô. Isso alterará automaticamente o cálculo para "contagem", que criará a tabela de frequência.


Gerando a tabela de frequência


Criar uma tabela de frequência no Excel é uma ótima maneira de organizar e resumir dados. Este tutorial o guiará através do processo de geração de uma tabela de frequência usando o Excel.

A. arrastando a variável para a área das linhas

Para começar, abra sua planilha do Excel e localize a variável para a qual você deseja criar uma tabela de frequência. Arraste essa variável e solte -a para a área de "linhas" da lista de campos dinâmicos.

B. Adicionando a variável à área de valores

Em seguida, você precisará adicionar a mesma variável à área de "valores" da lista de campos dinâmicos. Isso permitirá que o Excel calcule a frequência ou contagem de cada valor dentro da variável.

C. Personalização do layout e design da tabela

Depois de adicionar a variável à área "valores", o Excel gerará automaticamente uma tabela de frequência básica. Você pode personalizar ainda mais o layout e o design da tabela reorganizando as variáveis ​​na lista de campos dinâmicos e aplicando diferentes opções de formatação.

Conclusão


Agora que você aprendeu as etapas básicas para gerar uma tabela de frequência no Excel, pode aplicar esse conhecimento para analisar e visualizar seus dados com mais eficiência. Experimente diferentes variáveis ​​e opções de formatação para criar tabelas de frequência que melhor atendam às suas necessidades analíticas.


Analisando a distribuição de frequência


Ao trabalhar com dados no Excel, é importante poder analisar a distribuição de frequência de um conjunto de valores. Isso pode ajudá -lo a entender a distribuição de seus dados e identificar quaisquer padrões ou tendências. Neste tutorial, abordaremos o processo de criação de uma tabela de frequência no Excel e como analisar a distribuição de frequência.

A. Identificando os valores mais comuns

Etapa 1: Organizando seus dados


A primeira etapa na criação de uma tabela de frequência é organizar seus dados em uma única coluna no Excel. Isso pode ser uma lista de números, categorias ou qualquer tipo de dados que você deseja analisar.

Etapa 2: Criando a tabela de frequência


Para criar uma tabela de frequência, você pode usar o recurso "dinâmico" no Excel. Selecione seu intervalo de dados, vá para a guia "Inserir" e clique em "dinâmico". Em seguida, arraste o campo que você deseja analisar na área "linhas" e no mesmo campo para a área "valores". Isso criará uma tabela mostrando a frequência de cada valor em seus dados.

Etapa 3: Identificando os valores mais comuns


Depois de ter sua tabela de frequência, você pode identificar facilmente os valores mais comuns, observando a contagem de cada valor. Isso pode ajudá -lo a entender a distribuição de seus dados e identificar quaisquer outliers ou padrões.

B. calculando as porcentagens e porcentagens cumulativas

Etapa 1: Adicionando cálculos percentuais


Para calcular a porcentagem de cada valor na tabela de frequência, você pode adicionar uma nova coluna e usar a fórmula "= contagem/contagem total". Isso fornecerá a porcentagem de cada valor na distribuição.

Etapa 2: Adicionando cálculos de porcentagem cumulativa


Para calcular a porcentagem cumulativa de cada valor, você pode adicionar outra coluna e usar a fórmula "= soma (porcentagens anteriores)". Isso fornecerá a porcentagem cumulativa até cada valor na distribuição.

Ao calcular as porcentagens e porcentagens cumulativas, você pode entender melhor a distribuição de seus dados e como cada valor contribui para a distribuição geral.


Criando um gráfico de barras a partir da tabela de frequência


Depois de criar uma tabela de frequência no Excel, convém visualizar os dados na forma de um gráfico de barras para entender melhor a distribuição dos valores. Aqui está um guia passo a passo sobre como criar um gráfico de barras a partir de uma tabela de frequência no Excel.

A. Selecionando os dados da tabela de frequência
  • Abra a pasta de trabalho do Excel que contém os dados da tabela de frequência.
  • Navegue até a planilha que contém a tabela de frequência.
  • Selecione as células que contêm os dados da tabela de frequência, incluindo os rótulos da categoria e as frequências correspondentes.

B. Inserindo um gráfico de barras
  • Com os dados da tabela de frequência selecionados, vá para a guia "Inserir" na fita do Excel.
  • Clique na opção "Gráfico de barras" e selecione o estilo de gráfico desejado (por exemplo, barra em cluster, barra empilhada, etc.)
  • Um gráfico de barras será inserido na planilha, exibindo a distribuição de valores com base na tabela de frequência.

C. Personalizando o layout e o design do gráfico
  • Para personalizar o layout e o design do gráfico, clique no gráfico para selecioná -lo.
  • Use as opções "Ferramentas do gráfico" na faixa de opções para alterar o tipo de gráfico, adicionar ou remover elementos do gráfico (por exemplo, títulos do eixo, etiquetas de dados), formatar as cores e estilos e muito mais.
  • Experimente diferentes opções de personalização para aprimorar a representação visual dos dados da tabela de frequência.

Seguindo essas etapas, você pode criar facilmente um gráfico de barras a partir de uma tabela de frequência no Excel, permitindo analisar visualmente a distribuição de valores e obter informações valiosas com seus dados.


Conclusão


Em conclusão, criar uma tabela de frequência no Excel é um maneira simples e eficaz para organizar e analisar dados. Seguindo as etapas descritas neste tutorial, você pode gerar facilmente uma tabela de frequência para Visualizar padrões e tendências de dados no seu conjunto de dados. Esteja você trabalhando em um pequeno projeto ou em uma análise em larga escala, as tabelas de frequência jogam um papel importante ao fornecer informações valiosas e ajudar os processos de tomada de decisão. Portanto, da próxima vez que você precisar analisar dados no Excel, não se esqueça de utilizar o poder das tabelas de frequência!

Excel Dashboard

ONLY $99
ULTIMATE EXCEL DASHBOARDS BUNDLE

    Immediate Download

    MAC & PC Compatible

    Free Email Support

Related aticles